Categorias
Design de Moda

Marca brasileiríssima: Dion Ochner | Camisetas

Povo! Hoje, meu post é sobre uma marca de camisetas muito bacana, a Dion Ochner.


Povo! Hoje, meu post é sobre uma marca de camisetas muito bacana, a Dion Ochner.
Vamos logo ao que interessa porque vale MUITO a pena:

Não vamos ter ilustrações neste post, pois, logo abaixo do texto, para quem se interessar, tem todos os endereços e redes sociais que vocês podem estar conhecendo e comprando!

Apresentando Dionei (o dono da marca)

“Meu nome é Dionei, mais conhecido como Dion.
Totalmente inquieto com relação a ideias.
Proprietário e Coordenador de produção e criação de camisetas há oito anos, trabalho também em uma empresa privada, faço faculdade de Direito e namoro.

Faço camisetas há oito anos, desde Janeiro de 2003. A ideia de começar surgiu durante sessions de skate com amigos e sentindo a necessidade na época de ter uma marca bacana com qualidade e boas estampas que fossem além do simples logotipo ou nome estampado gigante nas camisetas. O que também contribuiu  no início, foi ter dois amigos que desenhavam muitas coisas bacanas e eu sempre pensava que aquilo deveria virar estampa de camisetas hahaha, tanto que quando comecei a marca, eles que desenharam as primeiras estampas.

A marca tem como objetivo principal um forte trabalho em cima das ilustrações. O desenho se mistura com outras linguagens artísticas, é uma soma.
A marca tenta fugir cada vez mais desse estigma geral de marcas de camisetas, onde, na minha visão, está muito estagnado. Tudo muito igual, a cada dia surge uma nova marca que faz camisetas de filmes, personagens, atores, bandas, que fazem mais do mesmo. E essa linguagem de camiseta divertida nunca foi do meu gosto pessoal.

Estou com o Marcelo, Samuel e Jair do Estúdio Carpintaria há três anos já no desenvolvimento da parte gráfica da Dion. Por vários motivos, porque eles acreditam na minha proposta como marca e compartilhamos também de algumas opiniões, sobre a visão do mercado que está ai, e eles entendem que a marca tem uma proposta grande e que demanda muito esforço deles. Mas a contra ponto, a marca não é grande e não tem um volume de criações como uma empresa maior. Somente com uma forte identificação entre a gente e a liberdade que temos é possível desenvolvermos juntos. Nessa coleção de verão está entrando mais um amigo para o time, que é o Diogo Hornburg. Um cara novo, com um talento absurdo e como a gente compartilha da mesma visão do que falta no mercado e se identifica com a marca, ele estará a partir de agora desenvolvendo uma linha diferente dentro da marca… surpresas virão hahaha.

Todas as referências e ideias que tenho são discutidas uma a uma com os ilustradores, uma das partes mais lentas do desenvolvimento. Cada ilustração tem um porquê, então a única forma é discutirmos bastante antes de começar o desenho. Com essa troca de ideias sobre o mercado como um todo, sempre vem a pergunta, o que falta? Então colocamos aquilo que nós como consumidores gostaríamos de ver por aí. O legal de fazer camisetas com o foco na ilustração de alto nível, é que ela vira uma obra de arte que se move e pode ir a qualquer lugar. As nossas referências vem de todos os lugares, não têm um ponto específico, pode ser qualquer coisa. Música, arte, fotos…

Neste final de ano, serão lançadas simultaneamente duas coleções, uma com o Carpintaria e outra com o Diogo com temas distintos.
A com o Carpintaria vamos explorar algumas referências sobre os piratas, e com o Diogo começamos a fazer um trabalho inspirado em animais selvagens.
O ponto forte desta coleção estará nos tecidos, mais leves para o verão, em uma nova modelagem e novamente na qualidade de cada ilustração feitas quase que totalmente de forma manual, e depois passado para os programas.

Quanto aos meus gostos pessoais o que estou escutando de música ultimamente é bem variado. Estou ouvindo uma banda de Nova York chamada Iron Chic, Campbell Trio de Porto Alegre, Madeixas de Blumenau, Kings of Leon, Wugazi que é uma dupla de djs que juntou músicas de dois grupos que gosto muito, a crew do Wu Tang Clan com o grupo Fugees, meu hobby é descobrir bandas novas e antigas.
Livros estou tentando terminar dois, “Eu sou Ozzy”, e ” O Vendedor de Armas” do ator do seriado House, Hugh Laurie.
Filmes… eu assisti um que gostei muito agora o Melancholia do Lars von Trier e muito seriados, vejo regularmente quase dez seriados.”

Créditos da entrevista: Marcela Bertolo

Para as pessoas saberem mais sobre meu trabalho podem procurar nas seguintes redes:

E entrar em contato pelo e-mail: dionochner@hotmail.com

Site oficial: www.dionochner.com.br


    • http://butter-doesnt-flies.blogspot.com/ Alice

      Hmmmm, que lindas!!!

    • http://edsonalves2d.blogspot.com/ Edson Alves

      Sou apaixonado por estampas, tenho um projeto com minha marca e pretendo um dia lançar as primeiras estampas que venho desenvolvendo. curti MUITO as camisetas da Dion =]

    • http://www.flickr.com/felixbenito Felix Benito

      Bonitas as camisetas, mas “brasileiríssima”? Quais elementos dela são do Brasil?
      Só vi frases em inglês.

    • http://www.dionochner.com.br Dion

      Felix, os elementos dela são todos brasileiros. É tudo feito aqui e com materiais daqui, feito para pessoas daqui. O inglês é uma lingua universal e ninguém deixa de ser mais ou menos brasileiro pelo uso dela. A marca existe a nove anos praticamente e sempre usou frases tanto em português como inglês.

    • dsk

      Muito show as estampas.
      Parabens

    • http://www.flickr.com/photos/rogeriomarcal Rogério Marçal

      USO camisetas Dion Ochner e me amarro. São super criativas, lindas e de ótima qualidade. Adoro as ilustras, ainda mais porque conheço alguns dos criadores das artes.

      Já até presenteei e todo mundo se surpreende ao receber uma camiseta Dion.

      Sucesso total, semrpe. =)