Categorias

Newsletter

  • banner lojas kd
  • Ilustração Metodologia de Projetos

    Processo Criativo: Parte 01

    A partir de hoje, vou começar a escrever sobre processo criativo. Não vou me basear em nenhuma teoria mundialmente famosa, livros caríssimos nem tutoriais […]


    A partir de hoje, vou começar a escrever sobre processo criativo. Não vou me basear em nenhuma teoria mundialmente famosa, livros caríssimos nem tutoriais de internet. Vou falar sobre experiência própria, técnicas que desenvolvi com o passar do tempo e com as dificuldades que encontrei pelo caminho. Então vamos lá.

    Referência ou Plágio?

    Durante a semana fiquei pensando sobre o post que escreveria e me deparei com um grande problema que aflige não só ilustradores como criativos de todas as áreas: isso é plágio ou referência?

    E a minha primeira dica sobre processo criativo é: COPIE OS OUTROS!

    Um bom processo criativo para ilustradores, principalmente os iniciantes, é copiar desenhos dos outros. Escolha os ilustradores que você mais admira, aqueles que têm o traço dos seus sonhos, o estilo perfeito e, simplesmente, copie. Agora, que fique bem claro, a cópia é PARA FINS DE ESTUDO, você não pode colocar no portfolio, usar para fins comercias e nada que possa ligar o seu nome aos desenhos. Se você escreve um blog e gostaria de mostrar seu processo de estudo, lembre-se de citar o nome dos artistas e dizer que são cópias suas de arquivos originais, para estudo, apenas.

    Ao copiar desenhos de grandes artistas, nós absorvemos o raciocínio, adquirimos práticas e melhoramos nossa percepção para resolver posições, expressões, perspectivas, proporções e etc. Você não precisa ser formado em Belas Artes para ser um bom ilustrador, mas não quer dizer que não precise estudar anatomia, perspectiva, luz e sombra, história da arte, teoria da cor e etc. Porém, ao copiar seus artistas favoritos, você absorve, indiretamente, vários desses conceitos e ainda coloca a mão para “se soltar“.

    Eu, particularmente, gasto de buscar referências em model sheet¹ de cartoons que eu gosto. Estas são algumas das referências que estou sempre olhando antes de desenhar:

    Processo criativo, model sheet de Ernie Gilbert - que desenha, entre outros, os Padrinhos Mágicos

     

    Processo criativo, model sheet de Ernie Gilbert - que desenha, entre outros, os Padrinhos Mágicos

     

    Processo criativo, model sheet de Ernie Gilbert - que desenha, entre outros, os Padrinhos Mágicos

     

    Processo criativo, model sheet de Ernie Gilbert - que desenha, entre outros, os Padrinhos Mágicos

    (Esses são do Ernie Gilbert – que desenha, entre outros, os Padrinhos Mágicos)

     

    Processo criativo, model sheet do filme Brave

     

    Processo criativo, model sheet do filme Brave

     

    Processo criativo, model sheet do filme Brave

     

    Processo criativo, model sheet do filme Brave

    (Esses são do Steve Purcell, Matt Note e Carter Goodrich, e fazem parte do livro: The Art of Brave )

    Mais importante do que aprender conceitos, copiar ajuda o ilustrador a desenvolver um estilo particular através da fusão de estilos e referências que ele tem. Não existe mais de um Maurício de Souza e mais de um Ziraldo mas, certamente, existem centenas de ilustradores que tem inspiração nos traços desses ilustradores consagrados.

    Outra boa fonte de referência, são os encontros de ilustradores. Lá você terá contato com artistas fantásticos e poderá observá-los desenhando e tirar dúvidas sobre tudo o que diz respeito a como desenvolver um estilo e resolver problemas na hora de criar.

    Semana que vem eu falarei um pouco sobre os materiais que eu gosto de usar na hora de ilustrar.

    _____________________

    ¹  documento usado para ajudar a padronizar a aparência, poses e gestos de um personagem animado. (fonte)


    • http://twitter.com/robsonmioto Robson Mioto

      André uma vez ouvi uma frase que me deixou um pouco intrigado, dizia: “Quem só cria baseado em referências, nunca será uma.”
      Você concorda com isso? Acha que em uma certa fase da nossa carreira temos que começar a ser as nossas próprias referências ou então não seremos profissionais melhores?

      • http://www.facebook.com/people/Bárbara-Carvalho/1348029423 Bárbara Carvalho

        Respondendo no meu ponto de vista, acho que chega um momento que você pode se soltar das referências e procurar inspirações em outros meios, como TV, livros, informações do cotidiano e etc, essa é a parte que você insere conteúdo a ilustração e você vai melhorando o traço. A vida traz referências também. Desculpe bicar na pergunta mas senti vontade de responder :D

        • André Zottich

          É isso aí Bárbara, tem que participar mesmo. O espaço é para discussão e, muitas vezes, escrevemos para estimular as pessoas a colocar o seu ponto de vista sobre o assunto. Concordo 100% com você. A vida é a melhor fonte de referências! Obrigado por participar.

      • André Zottich

        Eu acredito, Robson, que esse desprendimento de referências é adquirido com o passar do tempo. Quanto mais seguro você está com o seu trabalho, menos referências você acaba buscando e passa a se tornar sua própria fonte de inspiração. Mas sou da política de buscar sempre novidades mundo a fora. Ajuda a abrir a cabeça e mudar nossa percepção sobre algumas coisas. E sobre sermos profissionais melhores ou não, acho que todo grande artista tem sua fonte de inspiração. Sejam outros artistas, um lugar especial, uma pessoa… Acho que, quando o assunto é a arte, quase todas as licenças poéticas são permitidas, menos sair colocando seu nome e copiando o trabalho dos outros… rs

    • http://www.facebook.com/thiagotask Thiago Tasca

      Eu penso da mesma forma, tudo que aprendi hoje foi olhando trabalhos de outros designers e desenvolvendo meu estilo, aprendi muita coisa só olhando portifólios e tentando enteder como ele chegou no resultado final, quando era mais novo eu desenhava ( copiava, hauhaua ) vários desenhos e estilos e até que meu traço não era ruim, mas dps eu parei de praticar ( não faço a mínima ideia do pq ) e fui perdendo a habilidade, agora que eu to voltando a fazer alguns esboços e usando mais o papel ao invés do computador, pra fazer estudos de logotipo e outros trabalhos, só falta prática mesmo pra ir melhorando, mas… muito bom o post mesmo, parabéns, vou recomendar !

      • André Zottich

        Obrigado Thiago. Continue desenhando, sempre. Mesmo que seja em guardanapos. rs

    • http://www.facebook.com/acpedrosa Ana Claudia Bughi

      André Você leu meus pensamentos, estava justamente precisando de umas dicas assim. Brigadíssimo!!!

      Ana

    • http://www.facebook.com/acpedrosa Ana Claudia Bughi

      André, Você leu meus pensamentos, estava precisando muito de umas dicas assim. Brigaduuuuuu…

      Ana

      • André Zottich

        Que bom que gostou Ana. ;0)

    • http://www.facebook.com/glauco.lucena Glauco Lucena

      Excelente poste, estava fazendo um estudo sobre isso! Parabéns…

      • André Zottich

        Obrigado Glauco. Continue acompanhando o Chocola ;0)

    • http://www.facebook.com/danielraccadesign Daniel Racca

      Muito bom post! Concordo completamente com tudo dito! =)

      • André Zottich

        Obrigado Daniel!

    • http://www.facebook.com/jorge.andre.menezes Jorge André Ferreira

      Ótimo post, aguardo o restante! Obrigado!

    • Marcelo Diniz

      Muuuuito bom !!!!!Parabénsssssssss