Categorias

Newsletter

  • Coding

    Ruby on Rails não é mais cool…

    Hoje, venho aqui dar uma a triste notícia: Ruby on Rails não é mais cool! Mas calma. Antes se desesperar, continue lendo...


    Eu já fui moderador da comunidade de Ruby on Rails Brasil do Facebook por anos, tive minha primeira Startup desenvolvida com a framework, mas hoje, venho aqui dar uma a triste notícia: Ruby on Rails não é mais cool! Mas calma. Antes se desesperar, continue lendo…

    Estado da arte: O Ruby on Rails revolucionou a web

    O Ruby on Rails atual é, provavelmente, o “estado da arte”,  e várias decisões do seu criador, David Heinemeier Hansson, se mostraram acertadas durante os últimos anos. O problema de assets estáticos (css, javascript, imagens, fontes, etc) foi resolvido em 2011, enquanto a comunidade de NodeJS continua até hoje discutindo qual a melhor solução para isso.

    Você pode desenvolver usando single page aplication ou pjax, há um controlador de dependências que deixa o Bower parecer um brinquedo de criança, compatibilidade com todos os bancos de dados relacionais e não relacionais importantes. A comunidade Ruby é 90% focada em uma única framework (Rails) enquanto outras comunidades (até mesmo a comunidade Java) têm uma framework nova toda semana, que resolve problemas já resolvidos de maneira um pouco diferente e na maioria dos casos, de uma maneira pior.

    rails-cool2

    O código da própria framework é limpo, há ferramentas de testes maduras, integração contínua, análise estática de código para apontar code smells, uma comunidade ativa, com uma arquitetura que, por mais criticada internamente que seja, atende uma gama incrível de aplicações web. Enfim: Nós criamos algo que realmente revolucionou a web, seja inspirando outras linguagens, seja com as próprias aplicações criadas com o Rails. Ou alguém imagina o mundo open source sem o GitHub?

    Mas acabou deixando a inovação de lado…

    Entretanto, o “estado da arte” traz um problema, a falta de inovação. Nada de interessante está programado para versão 5.0 da framework. Sua maior inovação (websockets) vai esbarrar na linguagem que em 1995 não foi pensada para isso, e que por sinal é lenta, se comparada com linguagens mais recentes. O Rails tinha um objetivo, fazer o desenvolvimento web ser produtivo, o que foi atingido.

    Então, se o diferencial da sua startup é a tecnologia em si, você está na mesma posição que as grandes startups da década passada estavam quando escolheram Rails para ser sua framework, quando esta era o Davi perto do Golias Java. Quando os desenvolvedores escolheram produtividade a desempenho. Agora, os papeis se inverteram: o Rails é o Golias do mundo Web, é uma framework estável, confiável, com uma comunidade ativa e com bastante documentação na internet, é o ponto inicial e não mais o diferencial, é o mínimo e não mais o disruptivo.

    rails-cool1

    Cabe a você, partindo do princípio que o Rails estabeleceu como mínimo, inovar, trazer coisas novas, enfrentar novos problemas e quem sabe ajudar a desenvolver ou criar o Davi que vai derrubar o Rails. Ou seja, ser para o Rails o que o Rails foi para o Java na década passada ou quem sabe até mesmo inovar/transformar o próprio Rails.

    E aí, você concorda que o Rails não é mais cool? Qual a sua ideia para inovar e transformar o framework? Deixe nos comentários!

     

    FIQUE ATUALIZADO !

    Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

    I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.


    • Dante Leonardo Pereira

      Eu sinto com o Elixir agora o que senti com o Rails em 2006. 🙂 E acho isso fantástico, we can always have something new.

    • Renan

      Achei ótimo a colocação ” é o ponto inicial e não mais o diferencial, é o mínimo e não mais o disruptivo.”

    • Denis Vieira

      Eu não trabalho com Rails ainda , mas o pouco que vi da organização dele, me deixou com uma imensa vontade de em alguma oportunidade tentar um projeto . Em contrapartida vejo uma grande evolução e vantagens em usar desenvolvimento single language na sua stack, como o Javascript tem feito ultimamente, e sinto essa bela dúvida em que investir , algo bastante comum, num mundo com tantas tecnologias, mas o quanto você vê de vantagem no Rails ultimamente em relação ao tecnologias como o NodeJS ?

      • Victor Lima Campos

        Maturidade, o NodeJS tentar revolucionar em tantas frentes, que acaba não sendo estável em nenhuma.

        A cada 6 meses você vai ouvir falar de uma framework javascript que diz ser melhor que a anterior e a nova salvadora da humanidade.

    • Bruno A. Costa

      Elixir + Phoenix