Revista C+ | Choco la Design | Design é como chocolate, deixa tudo mais gostoso.
Categorias

Newsletter

  • Seja freela

    Seja Freela #7: Os documentos de um freelancer

    Saiba mais sobre toda a papelada que um freelancer precisa ter com ele, descubra quais os pontos mais importantes na hora de formalizar um contrato e baixe mais de 300 modelos de contratos.


    Depois de um longo tempo só gerenciando o Twitter do blog e cuidando dos bastidores, cá estou com mais um Seja Freela. :D

    Acho que todos os assuntos que abordamos até aqui foram de suma importância, mas creio que esse seja um dos posts mais importantes.
    É “muito fácil” conseguir um cliente e impressiona-lo com meia dúzia de bons trabalhos, mas se tem uma coisa que dá problema além do próprio cliente, é você não formalizar as coisas. É muito importante que você tenha catalogado cada trabalho que você já fez, nem que seja um simples recibo assinado pelo cliente comprovando.

    Existem vários motivos para documentar seus trabalhos e vários modelos de documentos para seguir.
    Bom, todo freelancer pega vários tipos de trabalho, de pequenos folders até campanhas mais complexas. Segue abaixo uma pequena lista de sugestões do que se deve colocar em um contrato de acordo com tamanho do projeto:

    Pequeno: geralmente são coisas “simples” (em alguns casos, algo simples pode ser muito complexo), como por exemplo um folder, cartão de visitas, manuteção de um site ou qualquer trabalho equivalente. Nesse caso um simples recibo resolve, já que trabalhos como esses são curtos e não costumam ter um prazo rigoroso a cumprir.

    Médio: na maioria das vezes são sites pessoais, blogs, logos ou desenvolvimento de uma identidade visual, por exemplo. Trabalhos de médio prazo costumam levar até um ou três meses. Nesse é interessante que seja um contrato mais formal, com estabelecimento de prazos, definição do que será feito no projeto, valor a ser pago, as formas de pagamento e consequências caso o contrato não seja cumprido, de ambos os lados. Depois que o cliente tiver assinado as duas vias, você pode ficar seguro (ou não) de que o cliente irá lhe pagar, pois caso não ocorra, você poderá entrar na justiças se achar que vale a pena, ou em caso de webdesigners, colocar uma cláusula informando que o site será retirado do ar caso o contrato não seja cumprido por parte do contratante.

    Grande: em projetos de longo prazo como campanhas completas que geralmente envolvem identidade visual, site, blog, hot-site, folders, outdoors, etc. Você deve fazer assim como citado acima e é até sugerido que haja reconhecimento de firma em cartório, o que faz com que o contrato seja ainda mais seguro para ambos os lados.

    Algumas semanas atrás, a @nica_cavalcante me mandou um link muito interessante com mais de 300 modelos de contratos de todos os tipos. Baixei alguns e vi que são muito fáceis de entender, não tem aquele vocabulário jurídico e são todos (ou quase) em .doc , o que facilita pra gente editar. :)

    Modelos de contrato para download

    O post hoje foi curto mas espero que tenha ajudado a todos vocês!
    Até a próxima! 8D


    • http://Website Junior Arruda

      Ótimo post. Venho acompanhando essa série de posts desde ontem. Tirei um tempinho pra ler sobre tosos os tópicos e acho ele de MUITA serventia. Faz os interessados a entrarem nesse mercado de freela pensarem mais algumas vzs e ver que não é só oba-oba. Tudo precisa de uma boa programação e empenho.

      Quanto a lista de contratos, dei uma olhada e achei os modelo bem interessantes: simples e diretos.
      Agora não saio do seu blog! =). Mantenha sempre essa qualidade!
      Forte abraço!

    • http://www.kawek.com.br/vandobilck Evandro Bilck Hackmann

      Ja que atendeu meu pedido, vou tbm contribuir um pouco, o que eu estudei com documentos, seria da seguinte forma:

      Cliente ligou, pediu orçamento, -> Briefing

      Preencheu o brienfing? -> Proposta!

      E logo seguida da proposta na hora ja faz o contrato. Em trabalho de medios, e pequenos e grande, eu prefiro fazer tudo a mesma coisa. Pq pode pegar um cliente conhecido e falar que para ele não precisou disso, dai tem que explicar o processo, o porque disso. Por isso que prefiro fazer tudo de um jeito. Sempre é bom pedir, deixar explicito na proposta e contrato, que ao aceitar o layout, pagar 30% , para não ter aqueles clientes que desistem no produto final e la foi, 1 semana, 2, um mês e etc. E Sempre que apresentar o layout, sempre deixar uma declaração aonde o cliente assina, confirmando o layout. Esse para mim é um dos principais, pois se o cliente chegar no produto final e falar, que não era assim, e era aquilo, dai tu mostra que ele aceitou dessa forma, e que se quiser mudar, teria outro valor o contrato. E acho que é isso, obrigado pelo post ^^

    • http://filipe.us/ Filipe S. Fernandes

      Tem esse lado aí mesmo, Evandro.
      Eu sugeri dessa forma porque costumo fazer dessa maneira e nunca tive maiores problemas. Mas realmente o que você falou é verdade. Tem cliente que é abusado e não tem o mínimo de bom senso, daí abusam da nossa paciência e o que devia ser uma coisa simples se torna uma coisa muito chata e difícil.

      Obrigado por contribuir! =D
      Abs!

    • http://www.alinebottcher.com Aline Bottcher

      Cara, muito bacana esse post! Pls, escreve sempre!

    • Pingback: Seja Freela #9: Terceirizar ou não terceirizar, eis a questão? | Choco la Design

    • http://novanuvem.blogspot.com Raffael Von

      Muito interessante essa postagem me ajudou a criar um modelo de contrato bem melhor do que eu tinha antes!!Acharia bem legal acrescentar quais as papeladas necessárias para ser um WEB AUTÓNOMO ou seja um profissional que de nota fiscal!

      Já perdi alguns trabalhos por não conseguir emitir nota, alguém tem um tutorial sobre esse assunto?

      Abrs

    • http://www.flickr.com/mattweb92 Lothar Matthaus

      Ola Filipe, desuclpa incomodar cara, mas queria lhe pedir, e acho que outras pessoas tambem. Qual ods modelos de contrato seriam mais apropriados e/ou que voce mais acha interessante para um designer freelancer.)
      Obrigado e ate mais !

    • bruno leobleim

      Olá Filipe, é necessário cnpj para trabalhar como freelance e aplicar a nota fiscal.

    • http://diphatus.com.br Luis Gustavo

      Mto importante a documentação, ainda estou tentando inserir nos meus jobs

    • http://www.facebook.com/fernandalandim Fernanda Landim

      Sei que post é antigo, mas mesmo assim: bom post.
      Ainda não entrei nesse mundo do freelancer, apesar de já “estar na hora”.

    • Cintia Milk

      Oi Filipe!

      Meu nome é Cíntia, brasileira, me formei em Design e moro em Macau, China.
      Muito bom encontrar este site! Muito obrigado pela ajuda!
      Estou acostumada a fazer propostas em Inglês e agora como estou trabalhando com clientes do Brasil, era necessário traduzir tudo! Se precisar de alguma informaçãocolaboração deste lado do mundo, é só dizer!
      Beijinhos